domingo, 20 de junho de 2010

Emergência: sinais de derrame


Quando eu morava nos Estados Unidos, ouvia todo o tempo falar na TV no tal do "silent killer", isto é, o matador silencioso: a hipertensão arterial.

No Brasil, 80% dos derrames cerebrais são devidos à pessoas que tem hipertensão arterial e não sabem. Por quê? Primeiramente, porque é uma doença sem sintomas. A pessoa pode estar se sentindo ótima e seus vasos sangüíneos estarem submetidos a uma pressão exagerada. Em segundo lugar, porque é preciso uma série de medições de pressão, em diversos momentos, para a conclusão de que a pessoa tem hipertensão arterial. A pessoa é dita hipertensa quando 80% das medições feitas situam-se acima de 12 por 8.

Como combater a hipertensão arterial?

1- Não fumar;
2- Beber moderadamente;
3- Fazer exercícios regularmente;
4- Ingerir menor quantidade de sódio (6g de sal contém aproximadamente 2,4g de sódio e é o limite diário para um adulto. A média ocidental é de 9g por dia, 50% acima do aceitável);
5- Procurar fazer meditação;

Hoje em dia sabe-se que, no caso de derrame, o atendimento urgente é fundamental. Diante de qualquer suspeita de derrame deve-se pedir à pessoa que:

1- Fale uma frase qualquer que mostre coerência;
2- Levante os dois braços;
3- Sorria;
4- Coloque a língua para fora, sem que esteja enrolada ou caída pelo canto da boca;

A falha em qualquer um desses testes deve provocar um atendimento de emergência.

Lembre-se: não dá para aproveitar a vida sem saúde.

Um comentário:

Ministério da saúde disse...

Olá blogueiro!

O número de pessoas com hipertensão no Brasil aumentou de 21,5%, em 2006, para 24,4%, em 2009. A hipertensão é uma doença silenciosa e ataca todas as faixas etárias. Por isso, junte-se à campanha de combate e controle da hipertensão do Ministério da Saúde. Você pode ajudar na conscientização da população por meio do material de campanha que disponibilizamos para download.

Caso se interesse, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

Obrigado!

Ministério da Saúde